História da Empresa

As origens da Oficina do Ouro remontam ao início do século XX, em Sobradelo da Gôma, Póvoa de Lanhoso, época em que Irmando da Silva transmite a todos os seus filhos a arte da ourivesaria.

É então que um dos filhos (Aurélio Silva), perante o significativo sucesso que alcança, sente a necessidade de empregar novos artesãos, bem como não prescindir da “mão” dos seus filhos ainda pequenos.

Arlindo Monteiro começa então como aprendiz nesta arte com um dos filhos de Irmando, atraindo algum tempo depois o seu irmão mais novo (Luís Monteiro) para este ofício.

Habituados desde tenra idade à arte da filigrana, Arlindo e Maria Elsa Rodrigues (neta de Irmando e filha de Aurélio) estavam como que predestinados ao manuseamento diário do ouro. Unidos por uma grande paixão pelo mesmo ofício, e trabalhando lado a lado, Arlindo e Elsa acabariam por casar. E juntos têm, desde então, envidado todos os esforços por alavancar e solidificar a marca Oficina do Ouro.

Nasce assim a Oficina do Ouro, oficialmente como marca registada em 2010, onde trabalham lado a lado Arlindo, Elsa e Luís. Uma dedicação e empenho diários no sentido de um melhor reconhecimento da beleza da sua profissão. Um árduo trabalho que conta hoje em dia também com o apoio de Susana Rodrigues, esposa de Luís Monteiro.

Afirmarmos que o ouro e a arte de o trabalhar estão já entranhados nas veias destes três ourives não é exagero. Pois é, de facto, com verdadeira paixão que abraçam o seu trabalho, somando já muitos anos de pura dedicação e trabalho. 

Amantes do mesmo mister, procuram a inovação contínua da técnica que utilizam, seja frequentando cursos profissionais em escolas de ourivesaria, seja através das suas próprias experiências. 

E é assim que conseguem aperfeiçoar esta arte nascida no coração do Minho e promover a sua evolução ao encontro das necessidades e tendências modernas.

Oficina do Ouro – Uma tradição de gerações!

Oficina do Ouro

Oficina do Ouro
Sobradelo da Gôma . Póvoa de Lanhoso . Portugal
tm: 964 732 741